Você já ouviu falar ou sabe o que é pompoarismo? Essa técnica consiste em contrair e relaxar os músculos da região pélvica tanto do homem quanto da mulher. Esse exercício milenar tem origem indiana, mais precisamente no sul da Índia, mas foi aperfeiçoado na Tailândia.

Após algum tempo, o pompoarismo se tornou popular também em outros países, principalmente no Japão. Era comum que as gueixas ensinassem as meninas mais jovens a contrair os seus músculos circunvagais. Atualmente, a prática é recomendada por ginecologistas, fisioterapeutas e até mesmo psicólogos.

Continue acompanhando este post e confira quais são os benefícios desse exercício e como praticá-lo em casa com segurança. Confira!

O que é pompoarismo e qual seus benefícios?

Primeiramente, o que é pompoarismo? Como dissemos, essa técnica consiste em contrair e relaxar os músculos da região pélvica com uma certa frequência. O pompoarismo chegou aqui no Brasil em meados da década de 70.

No entanto, era visto como uma prática das casas de prostituição. Com o passar dos anos e com a mudança no pensamento sobre a sexualidade, a técnica começou a se popularizar. Atualmente, muitas mulheres se interessam pelo tema e buscam até mesmo por cursos na tentativa de melhorar as relações sexuais com seus parceiros.

Essa popularização e destaque se deu aos importantes benefícios que a prática proporciona. Agora que você já entendeu um pouco sobre o que é o pompoarismo, confira quais são os seus efeitos:

Melhora os resultados sexuais

Quando você pratica essa ginástica íntima por um certo tempo, consegue desenvolver a capacidade de ter o total controle do seu assoalho pélvico. Com isso, poderá fazer movimentos que intensificam a contração da sua vagina, facilitando e aumentando a frequência do clímax, alcançando os sonhados orgasmos múltiplos.

O pompoarismo também é capaz de aumentar o prazer do casal, pois permite a intensificação do atrito entre o canal vaginal e o pênis. Além disso, pode diminuir as dores durante o sexo.

Previne a incontinência urinária

Depois da melhora nas relações sexuais, a prevenção da incontinência urinária é um dos benefícios mais conhecidos do pompoarismo. Esse problema no sistema urinário ocorre quando a pessoa não consegue conter a urina durante situações cotidianas. Acontece de você estar rindo, tossindo ou fazendo pequenos esforços, como subir uma escada, e acabar fazendo xixi.

A falta de controle da bexiga aumenta com o avanço da idade, mas também pode ser ocasionada por outros fatores, tais como:

  • consumo excessivo de álcool;
  • uso de adoçantes artificiais;
  • ingestão de alimentos ricos em especiarias e açúcar;
  • uso de medicamentos para pressão arterial;
  • doenças cardíacas;
  • elevadas doses de vitamina B e C.

Quando se pratica o pompoarismo, é possível controlar melhor o períneo, que é região muscular encarregada da saída das fezes e urina. Com isso, os sintomas da incontinência são abrandados ou prevenidos. Para que comece a perceber os efeitos, a técnica deve ser repetida, pelo menos, cinco vezes na semana.

Reduz as cólicas no período menstrual

Você é daquelas que rola de dor na cama devido às temidas, indesejáveis e inconvenientes cólicas menstruais? Então, também pode se beneficiar da técnica. Essa dor intensa é gerada pelas contrações involuntárias para expulsar a camada interna do útero quando não houve fecundação do óvulo.

Saber o que é pompoarismo e com a prática, a cólica é minimizada. Isso acontece porque há melhor controle dessas contrações. Além disso, o fluxo também pode diminuir, já que com esse exercício íntimo, o seu períneo ficará altamente irrigado, e a quantidade de sangue que é necessária para expulsar a camada interna também tende a ser abrandada.

o que é pompoarismo cólicas menstruais

Como praticar o pompoarismo em casa?

Bem, você já sabe o que é pompoarismo e quais são os principais benefícios da técnica. Mas como praticar essa ginástica íntima em casa? Acompanhe algumas dicas essenciais que separamos para você:

Faça o exercício de reconhecimento

Os iniciantes no pompoarismo devem começar pelo exercício de reconhecimento para identificar quais são as áreas que serão exercitadas. Apesar de simples, ele é muito eficaz!

Quando for urinar, basta fazer o movimento de segurar o xixi. A contração que sentir nesse momento será a mesma que fará durante a prática da técnica. No entanto, atenção: não faça o pompoarismo sem antes esvaziar sua bexiga, caso contrário poderá causar infecções urinárias. Esse exercício de reconhecimento é feito somente para conhecer o movimento de contração.

Trabalhe a sua respiração

Para praticar o pompoarismo corretamente, é muito importante aprender a controlar a sua respiração. Afinal, essa é uma parte importante de qualquer tipo de exercício, já que oxigena o seu cérebro.

Quando você respira adequadamente, consegue administrar melhor o tempo da ginástica íntima e não a torna exaustiva. Para isso, inspire pelo nariz sempre que fizer o movimento de contração e expire ao relaxar os músculos da região pélvica.

Aposte em acessórios

Existem alguns acessórios para pompoarismo que intensificam o seu exercício e resultados. O uso não é obrigatório, mas pode auxiliar no ganho de mais resistência em pouco tempo. Os mais utilizados são:

  • bolas Ben-wa: são duas bolinhas ligadas por um fio que devem ser colocadas na vagina para fazer os movimentos de sugá-las e expulsá-las;
  • vibrador: use da mesma maneira que as bolas Ben-wa;
  • cones vaginais: coloque o cone quando estiver em pé até a mesma profundidade que insere o absorvente interno e, em seguida, contraia a musculatura repetidamente para segurar o acessório por, em média, dez minutos.

Como começar a praticar o pompoarismo?

Após fazer o exercício de reconhecimento, esvaziar a bexiga, higienizar a sua região íntima e escolher o seu acessório (se optar por fazer o uso deles), você já pode iniciar a praticar essa técnica.

Para começar, recoste-se na cama com as pernas separadas uma das outras, apoiando o dedo médio sobre o seu períneo e entrada da vagina. Contraia a sua musculatura fazendo movimentos de sucção.

Repita esse processo dez vezes. Depois dessa sequência, descanse, em média, quinze segundos e recomece o exercício para mais dez repetições com força intensa. Para surtir efeito, o pompoarismo deve ser praticado pelo menos cinco vezes na semana.

Quando entendemos o que é pompoarismo, podemos perceber que não é somente uma prática de âmbito sexual. Apesar de oferecer importantes benefícios e melhoras durante o sexo, esse exercício também é um ato de autoconhecimento capaz de prevenir problemas urinários e diminuir as dores menstruais.

Quer ficar por dentro de mais dicas e assuntos do universo feminino? Então, assine a nossa newsletter e receba os nossos conteúdos e novidades!

 

Escreva um comentário

Share This