Tecidos de Calcinha

Existem diferentes tipos de tecidos de calcinha que são usados em sua fabricação. O material impacta diretamente no conforto, em como a peça deverá ser utilizada, bem como a adequação a sua pele.

Como você já deve ter percebido, as etiquetas indicam, comumente, se a peça é de algodão, lycra, microfibra, renda e poliéster, não é mesmo? Mas você sabe qual a diferença entre eles e qual é o melhor para usar no dia a dia?

Confira a resposta para essas perguntas e muito mais neste post. Boa leitura!

Algodão

Dentre os tecidos de calcinha, o algodão é um dos mais fáceis de ser encontrado no mercado.

Antigamente, as lingeries fabricadas com esse material eram relacionadas às vovós, por serem feitas em cores como o nudes e somente em tamanhos grandes. No entanto, com o passar dos anos, as calcinhas de algodão ganharam modelos e cores que agradam qualquer estilo e idade.

Elas são indicadas para serem usadas em épocas que fazem muito calor ou para longos períodos, como no dia a dia do trabalho, já que o algodão contribui para a respiração da sua pele.

O algodão é uma fibra natural, fresca, leve, confortável e altamente absorvente. Isso impede a proliferação de bactérias, mau cheiro e alergias. Além disso, as calcinhas com esse material são resistentes, fáceis de lavar e não mancham com facilidade.

Como nem tudo são flores, elas podem apresentar uma costura um pouco mais grosseira e, com isso, alguns modelos acabam marcando a sua roupa. Para que isso não aconteça, certifique-se de que não está usando um tamanho muito pequeno ou uma roupa muito justa.

Lycra

Os tecidos de calcinha também podem ser fabricados por meio da lycra. As lingeries feitas a partir desse tecido são elásticas, muito confortáveis e secam rápido.

Elas costumam ser mais elaboradas, sensuais e com modelos em renda e lacinhos. Por serem confortáveis também é um tecido que, dependendo do modelo, pode ser usado por longos períodos.

A lycra pode ser encontrada com o nome de elastano, mas ambas se referem ao mesmo tipo de tecido. Uma fibra sintética que é fabricada por meio do poliuretano segmentado, que dá origem a sua característica elástica.

Usada desde 1959, a lycra é um dos tipos de tecidos mais vendidos por sua facilidade no cuidado, lavagem e também por sua grande vida útil.

No entanto, é preciso um pouco de cuidado. Alguns modelos podem dificultar a respiração da pele e por serem sintéticas e elásticas não podem ser passadas a ferro ou terem contato com altas temperaturas.

Microfibra

Esse tecido de calcinha permite uma grande variedade de estampas, cores e modelos, dos mais simples aos mais sensuais. A microfibra é um material que não esquenta, sendo assim, não causa aquela sensação de calor e suor nas partes íntimas.

O material é um composto extremamente fino e sintético: mistura de poliamida e poliéster, sendo que a a poliamida permite a maciez e absorção de umidade da sua peça.

Dentre as principais vantagens das lingeries de microfibra podemos destacar a sua alta durabilidade, conforto, além de ajudarem a evitar o surgimento de alergias, visto que facilitam a respiração da pele. Elas também têm um alto poder de sustentação e permitem que você segure e esconda aquela barriguinha inconveniente.

Contudo, não é indicado utilizá-las em épocas de calor, pois esse material tem alto poder de aquecimento, principalmente em longos períodos de uso.

Então, não dê a bobeira de usar esse tipo de tecido de calcinha no trabalho quando estiver muito quente, certo? Deixe para os fins de semana ou para encontrar com o crush!

Renda

Sem sombra de dúvidas são as calcinhas mais famosas pela sensualidade. Elas são um arraso! Existem modelos para todo o tipo de gosto, desde o fio dental até os formatos maiores, mas que não deixam de ser sensuais para sair com aquele boy magia ou para se sentir mais feminina.

Normalmente, as calcinhas em renda são transparentes, delicadas e bem fininhas. Algumas peças combinam o entrelaçamento de fios com linho, seda ou algodão. Quando falamos em renda lembramos logo de roupas elegantes, não é mesmo? Isso se dá em razão da sua origem, na Europa do século XVI, onde só os mais ricos usavam esse tipo de material.

As vantagens da renda, além da beleza, é a sua leveza e delicadeza que não deixa marcar na roupa. Entretanto, também não é indicado o uso prolongado, pois pode dificultar a respiração da sua pele, causando mau cheiro e coceiras. Mas, com certeza, você deve ter ao menos uma peça de renda no seu guarda-roupa para arrasar!

Poliéster

Esse tecido de calcinhas também é muito comum e fácil de ser encontrado. O poliéster pode ser fabricado por meio de fibras sintéticas ou artificiais. Dentre as vantagens, destaca-se a sua durabilidade.

Apesar de ser chamado de tecido, o poliéster é um conjunto de compostos químicos, o que garante que as peças desse material durem muito, mesmo usando constantemente. Além disso, as calcinhas fabricadas com poliéster são muito fáceis de lavar e resistentes, podendo ser lavadas na máquina.

No entanto, esse é um tecido que esquenta muito, o que pode ser uma vantagem no frio e uma grande desvantagem no calor. Apesar de ser fácil de lavar e higienizar, o ideal é usar água fria ou no máximo morna para não estragar a sua peça, pois é um material sensível ao calor.

Não indicamos que seja lavada com outras peças, já que pegam facilmente aquelas “bolinhas” deixando a sua lingerie com aspecto de velha.

Outro fator que merece atenção é o mau cheiro, não use em épocas de calor, pois o poliéster não facilita a respiração da pele. Apesar disso, as peças de poliéster valem a pena!

A escolha dos tecidos de calcinha deve ser feita com muito cuidado, já que cada pessoa se adapta melhor a um tipo de material. Sendo assim, leia sempre as informações da etiqueta.

Você não dispensa beleza e conforto? Então dá um olhadinha no nosso outro post com dicas de como usar uma lingerie bonita e confortável.

 

Share This