Já faz muito tempo que a cinta modeladora ideal deixou de ser apenas um acessório de beleza e se tornou um investimento. Isso porque ela pode realmente trazer benefícios se for usada da forma correta. Sim, existe um jeito certo de usar esse item.

Muitas mulheres, inclusive, decidem se aventurar por esse universo, e na empolgação, acabam comprando o primeiro modelo que aparece pela frente.

O problema é que, se você não fizer uma boa pesquisa antes, é bem provável que acabe comprando o modelo errado e desista da sua jornada rumo ao corpo modelado. Isso sem contar as lágrimas que você provavelmente vai derramar por ter desperdiçado um bom dinheiro.

Mas se você está decidida a ter a sua tão sonhada cinta e não faz ideia de como escolher o modelo ideal para o seu perfil, não precisa ter medo! Hoje nós vamos ajudá-lo com essa tarefa.

Vem com a gente!

1. DECIDA A REGIÃO QUE VOCÊ DESEJA COBRIR

O “cobrir” não é o mesmo que esconder, ok? Nesse caso, você deve decidir quais partes do corpo você quer que a cinta atinja. Por exemplo, você pode optar por uma cinta com alças, que suba na região das costas, mas que não cubra os seios.

Outros modelos podem chegar até o colo, assim como alguns podem cobrir apenas a região da cintura e do temido culote.

Também existem modelos de corpo inteiro. Nesse caso, a cinta serve tanto para a área da cintura quanto para modelagem de quadril e pernas. Normalmente, esse modelo também ajuda a esconder gorduras localizadas na parte inferior do corpo, além de disfarças celulites e flacidez.

É possível também escolher um modelo de bermuda. Com cintura alta, ela modela o bumbum, quadril e culote, além de disfarçar as celulites e esconder a barriguinha indesejada.

Alguns modelos dessa cinta oferecem enchimento na área do bumbum, para dar aquele volume que a gente gosta, além de abertura para você não passar sufoco quando precisar usar o banheiro.

modelador

2. DECIDA A FINALIDADE DA CINTA

Você quer reduzir medidas do abdome? Afinar a cintura? Diminuir as dores lombares? O seu objetivo precisa sem bem claro na hora de comprar a sua nova cinta.

Cada modelo de cinta modeladora pode ter uma finalidade diferente, então é importante que você tenha isso em mente para não acabar jogando dinheiro fora, além de não alcançar o resultado esperado. Combinado?

3. DEFINA A OCASIÃO

Se você está pensando em comprar uma cinta apenas para utilizar em uma festa, por exemplo, modelando o corpo por baixo do vestido, não faz sentido escolher um modelo com alças, não é mesmo? Já que muito provavelmente ele vai aparecer na parte superior.

Já se você pretende utilizar na academia, um modelo com muitos fechos e que faça volume, pode acabar marcando na roupa muito justa.

A ideia da cinta é que você possa utiliza-la sem que as outras pessoas percebam que ela está ali. Defina o momento em que pretende usar para só então escolher a cinta.

4. ESCOLHA A COMPRESSÃO

Se você nunca usou uma cinta modeladora, talvez escolher um modelo de alta compressão pode não ser o mais indicado. Isso porque você pode passar, literalmente, um verdadeiro sufoco com ela. Se a peça estiver muito apertada, você vai acabar usando menos tempo do que deveria, inclusive.

Prefira compressões mais moderadas no começo e, depois de estar acostumada, mude para as de maior compressão.

Tudo bem querer resultados mais rápidos, mas conseguir respirar é bem importante, está bem?

5. SEJA FIEL AO SEU TAMANHO

comprar cinta no tamanho correto

Na ansiedade de reduzir medidas, muitas mulheres acabam caindo na história de que uma cinta em tamanho menor pode oferecer resultados mais rápidos. Mas isso não é verdade.

Antes de mais nada, dependendo do fechamento da peça e da compressão oferecida por ela, se você comprar um número menor que o seu, é bem possível que a peça sequer entre no seu corpo e se entrar, é bem possível que não feche. Já imaginou que decepção?

Fora isso, a sensação no corpo pode ser completamente desconfortável. Então você já sabe, compre sempre o tamanho certo para o seu corpo. Assim, você consegue usar pelo tempo recomendado e não corre o risco de passa sufoco.

6. NÃO TENHA MEDO DE INVESTIR

As cintas modeladoras podem durar bastante tempo. Se forem bem cuidadas, claro. Para isso, preste atenção na qualidade do material na hora da compra.

Os preços podem variar muito, mas se você seguir as dicas e encontrar o modelo ideal para o seu corpo, não tenha medo de investir, mesmo que o valor pareça um pouco alto.

Não tenha dó de colocar o seu precioso dinheirinho em uma cinta modeladora que pode durar horrores, certo?

A gente jura que vale a pena!

ALGUMAS DICAS EXTRAS…

Agora que você já sabe tudo o que precisa para escolher a cinta modeladora perfeita, vamos ajudá-lo com algumas diquinhas extras:

– Não tenha medo de utilizar a sua cinta na academia. Se ela estiver no tamanho ideal e no modelo certo para o seu corpo, a cinta não ficará desconfortável na hora de malhar;

– A cinta modeladora ajuda muito na perda de medidas, mas o resultado será muito melhor e mais rápido se você se alimentar corretamente e praticar exercícios;

– Não empreste a sua cinta. Cada corpo é um corpo. Você já fez um bom investimento e escolheu uma cinta de qualidade, emprestar ela pode acabar alargando ou estragando a peça;

– Nada de utilizar dias a fio sem lavar. Siga todas as instruções do fabricante para manter a limpeza da peça em dia;

E não se esqueça!

– Não fique com a cinta mais do que o recomendado. Se o fabricante indica um tempo máximo de horas para utilizar a peça, acredite, existe um motivo

– Se você passou por algum procedimento cirúrgico, não se preocupe. É possível utilizar as cintas de compressão ainda, mas procure um modelo que seja específico para isso, combinado?

– O mesmo vale para casos de pós-parto;

– Evite usar a cinta durante a noite. Já pensou acordar sem ar no meio da madrugada? Não arrisque;

– Cinta modeladora não é o mesmo que espartilho. Não confunda.

Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe o modelo ideal de cinta modeladora para o seu corpo, aproveite para conhecer nossos produtos.

Escreva um comentário

Share This