Mitos sobre o sutiã

O sutiã sempre foi visto como símbolo de feminilidade e poder. Desde sua criação, muitos estudos datam da época da Grécia Antiga e dos Romanos, até os dias de hoje, inúmeras mulheres usam o modelo como peça básica e essencial. Com sua popularidade também nasceram os mitos sobre o sutiã.

E hoje? Como é a relação entre as mulheres e o sutiã? Verdades e mitos sobre o sutiã aparecem na internet a todo tempo. Mas, como saber o que devemos ou não acreditar?

Durante anos o sutiã ganhou formato de corselete e servia às mulheres que precisavam entrar em vestidos estruturados e pesados. Ao longo do dia, a dor que eles causavam era enorme. Com o passar dos anos, o sutiã foi sendo modificado e evoluído. Atualmente, a peça ganhou inúmeros tamanhos, modelos e estruturas e se adéquam a diversos tipos de seios e corpos.

Há ainda quem adere ao movimento sem sutiã e prefere abolir a peça do guarda-roupa. Com o crescimento do feminismo, a mulher moderna pode escolher o que quer usar. Então, não tem regra, mas se você gosta da peça, acha sexy e quer usar uma lingerie de qualidade, nós lhe ajudamos. Vamos desvendar aqui os mitos e verdades sobre essa peça essencial no guarda-roupa feminino. Confira!

Confira os mitos sobre o sutiã:

1. Usar a peça faz mal e deforma os seios

Mito. Ainda não existem estudos que comprovem que o sutiã deforma os seios, muito menos que ele garante que os seios, com o tempo, não sofram com a gravidade e se mantenham eretos. Esse é um dos maiores mitos sobre o sutiã.

O sutiã pode ser uma boa opção para mulheres que possuem seios grandes e, consequentemente, dores nas costas. Se escolhido o modelo correto, com alças largas e boa sustentação, o sutiã pode dar mais mobilidade a mulher.

Muitas mulheres usam a peça em momentos pré-menstruais ou durante o período da menstruação, em que o corpo tende a reter líquidos e os seios incharem.

2. Não usar sutiã pode fazer mal à saúde dos seios

Mito. Mais um mito disseminado na internet que deve ser repensado. Não existe comprovação científica sobre isso e, consequentemente, a peça não interfere na saúde dos seios.

Importante ressaltar que o sutiã deve ser lavado toda semana, com produtos de lingerie, se possível à mão ou em máquinas de lavar com compartimentos próprios para isso. Desse modo, o produto fica limpo e a possibilidade de causar alergias de pele ou incômodos nos mamilos diminui consideravelmente. Assim, a peça pode ser usada por meses sem problemas à saúde.

3. Dormir de sutiã faz mal

Mito. Algumas mulheres dizem se sentir confortáveis com sutiã e, por isso, até dormem com eles. Essa ação não causa problema à saúde, mas pode não ser muito recomendada por não ser comprovado sua eficácia. Muitos médicos e especialistas dizem que o sutiã não ajuda na sustentação dos seios, pois a mulher, quando dorme, não está sendo submetida à força da gravidade quando comparada a ela em pé ou se movimentando.

Por isso, por mais que o sutiã seja confortável e ajustado ao seu corpo, a renda, o elástico, o bojo e, muitas vezes, a própria costura podem incomodar, causar marcas ou alergias na pele. Que tal deixar o seu corpo descansar a noite? Mas, você quer dormir de sutiã, escolha modelos sem costura e sem enchimento ou bojo — seus seios agradecem.

4. Sutiã com bojo e arame causam câncer

Mito. Nos anos 90 esse mito foi divulgado baseado em uma informação de que o sutiã poderia fazer mal à saúde, pois prejudicava o sistema linfático e poderia acumular toxinas. Até hoje, o estudo nunca obteve resultados favoráveis, sendo considerado por médicos e especialistas um mito.

No caso do sutiã, o bojo e o arame devem ser usados por opção, por isso você pode escolher o tipo de sutiã que lhe convém. Lembre-se sempre que não é apenas o bojo que sustenta os seios, mas as laterais da peça e, principalmente, as alças. Então, sempre procure medir bem o seu corpo e usar a tabela de medidas para comprar o melhor modelo. Comprar online não é difícil e nem complicado.

5. Usar sutiã desde pequena ajuda o crescimento dos seios

Mito. O corpo feminino tem desde cedo uma tendência ao crescimento. E isso inclui também os seios. Claro que o peso e a alimentação da mulher podem modificar um pouco, comidas muito gordurosas ou com muitos hormônios podem afetar o tamanho e crescimento dos seios. Além, é claro, de remédios e anticoncepcionais.

Por isso, o sutiã não afeta o crescimento e nem o formato dos seus seios, nos ranking de mitos sobre o sutiã esse fica com a medalha de prata. Utilize a peça quando achar que é necessário sempre se preocupando com o tamanho certo para o seu corpo.

6. O sutiã tem de ser usado no gancho mais apertado

Mito. O sutiã não precisa estar apertado para que seus seios fiquem firmes. Pelo contrário, comprar um tamanho muito justo pode causar incomodo e até mesmo marcas no seu corpo. Procure sempre modelos que sejam do seu tamanho, use tabela de medidas e fita métrica para saber exatamente o que encaixa no seu corpo.

Lembre-se que, durante o tempo de uso, o sutiã pode ficar mais frouxo, então você terá de regular o tamanho pelos ganchos que ficam nas costas. Compre um sutiã que encaixe no primeiro ou segundo gancho logo no primeiro uso, pois, com o tempo, você vai usar os outros.

7. Mulher tem de usar sutiã em todas as roupas

Mito. Essa situação ficou para o final do texto, mas não é menos importante quando comparada às outras. Pelo contrário, tem um peso enorme e fazemos questão de colocar na lista para que as mulheres entendam que usar lingerie é opcional. Se você quiser usar uma blusa sem sutiã, tudo bem. Se você quiser comprar um sutiã para cada tipo de roupa, tudo bem também. O importante é saber que a lingerie é opcional e o importante é comprar o que lhe faz bem e feliz, independentemente de moda e opinião alheia.

Se você gostou das nossas dicas, que tal acessar nossa página no Facebook? lá você encontra diversas dicas de como comprar seu sutiã online, como escolher a lingerie ideal para o seu corpo, além de informações validas para a saúde feminina, como esse texto dos mitos do sutiã. E não perca tempo! Entre também na nossa loja online para conferir nossos modelos.

Share This