Conheça melhor o panorama geral sobre o mercado de lingerie e saiba por que o ano de 2019 será excelente para as revendedoras que desejam investir no segmento de moda íntima para seu crescimento financeiro!

A história da lingerie

Para falar sobre o mercado de lingerie precisamos primeiro contar um pouco sobre sua história.

Na Grécia Antiga o conceito de roupa íntima era muito diferente do que conhecemos hoje em dia, as mulheres usavam faixas para proteger os seios e fraldas de algodão na região genital.

Na Idade Média, as chemise (camisa com mangas longas usada por baixo de todas as roupas e que vai até a altura do tornozelo) tornou-se a principal lingerie feminina.

A partir do século XIX, o mercado de lingerie expandiu e as roupas íntimas das mulheres evoluíram para o que conhecemos hoje: sutiã, calcinha, espartilho, meia-calça, entre outras.

As principais tendências para o mercado de lingerie

As calcinhas de cintura alta vão ter destaque no ano de 2019.

Os sutiãs sem aros e bojos para ter mais conforto ao vestir as lingeries também serão ótimas opções.

Os sutiãs e os tops com  um look mais esportivo vão estar em alta, para serem usados embaixo de jaquetas, casacos e camisas, de modo que fiquem à mostra.

sutiã Push-Up tem conquistado as mulheres. Ideal para quem tem seios pequenos, a peça confere sensualidade ao look.

mercado de lingerie sutia push up

O mercado de lingerie

O aumento do número de mulheres no mercado de trabalho resulta na ampliação do poder de compra de um público feminino mais consciente e exigente.

Segundo o IEMI (Instituto de Estudos e Marketing Industrial), a internet tem ganhado peso na decisão de compra em relação aos outros tipos de comércios.

A tecnologia do setor está inovando o tempo todo, o que facilita a fabricação e o comércio de lingeries na sua totalidade.

Para saber mais sobre o mercado de lingeries, siga a Click Sophia no Facebook e no Instagram e acompanhe as novidades!

Fonte: https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/estudo-mostra-comportamento-das-consumidoras-em-moda-intima/

Escreva um comentário

Share This