Roupa Íntima

A roupa íntima é responsável por manter a higiene e o bem-estar das mulheres. Além disso, as lingeries podem aumentar a autoestima e a confiança do gênero feminino, quando valorizam o corpo de uma maneira confortável e auxiliam no visual.

Assim, é sempre importante evitar alguns erros que podem acabar com a produção do look e causar desconforto. Quer saber oito coisas com as quais devemos tomar cuidado na hora de usar uma roupa íntima? Então continue a leitura e confira!

1. Roupa íntima com o tamanho incorreto

Apesar de algumas peças justas causarem um efeito mais bonito no corpo, essas lingeries não devem ser usadas com frequência, pois deformam a forma natural do corpo. Essa prática pode causar extremo desconforto e irritações, já que afeta regiões sensíveis.

Além disso, nem sempre os produtos justos caem bem. Quando sutiãs e calcinhas estão justos, podem aparecer marcas indesejadas que as mulheres podem até mesmo não ter, ou marcar demais. Se deixar curvas extras à mostra, esse fator pode estragar o look.

As peças largas também devem ser evitadas, uma vez que não dão sustentação suficiente para os seios e ficam marcadas nas roupas. Uma dica que pode ajudá-la na hora de comprar os sutiãs é levantar os braços. Se a peça subir, significa ela está grande para você.

Por isso, é muito importante aceitar as medidas do próprio corpo e procurar conhecê-las. Procure saber as medidas dos seus seios, tórax, cintura e quadril para não errar na hora de comprar as lingeries. Assim, constrangimentos e desconfortos podem ser evitados!

2. Dormir com lingerie

Quando dormimos, o nosso corpo tem menos contato com agentes externos, como bactérias, durante muitas horas. Por isso, esse é o momento ideal para deixar as partes íntimas respirarem e o corpo descansar dos tecidos.

Não usar lingeries durante o período de sono ajuda a manter a saúde genital em dia, uma vez que evita infecções. Essa prática evita umidade e calor na região durante a noite, os quais criam um ambiente propício para a proliferação de fungos e bactérias. Além disso, sabemos que é essencial preservar a saúde para a manutenção do bem-estar!

3. Usar calcinhas feitas de material sintético

Calcinhas feitas de materiais sintéticos, como lycra ou seda, impedem que as partes íntimas respirem. O ideal é usar calcinhas feitas de algodão, que é um tecido mais respirável. Com a escolha do melhor tecido, é possível evitar infecções e irritações.

Além disso, também é importante tomar cuidado com o tipo de tecido utilizado nas peças usadas por baixo de vestidos, saias, calças ou blusas muito justas, que podem marcar a lingerie. Nessas situações, o recomendado é utilizar roupas íntimas feitas com tecidos muito finos e sem costuras.

4. Não trocar as peças íntimas diariamente

Para manter a higiene e a saúde das genitais, é essencial que a lingerie seja trocada diariamente. Caso contrário, a roupa suada deixa de proteger as partes íntimas de bactérias. Esse risco se torna ainda maior se a usuária praticou relações sexuais no período.

Quando as lingeries são repetidas, favorecem a proliferação de bactérias e prejudicam a respiração da região íntima. Por isso, não deixe de trocar essas peças diariamente. Principalmente depois de praticar exercícios físicos ou relações sexuais.

5. Não usar lingerie

Evitar o uso de roupas íntimas durante o sono é recomendado. Entretanto, essa prática não deve ser feita durante o dia, já que a maior parte das roupas que usamos são feitas com tecidos muito grossos e não têm forros. Dessa forma, a ausência de lingeries pode causar irritações e desconforto, já que as regiões íntimas são muito sensíveis.

Além disso, essas peças ajudam a manter a higiene do corpo. Caso você não use, terá que aderir às recomendações indicadas pelas roupas, que entrarão em contato com a região íntima. As costuras também devem receber atenção para que não prejudiquem a pele, causando irritações.

Por isso, é tão importante o uso das lingeries, já que têm a função de proteger e manter a higiene do corpo.

6. Guardar objetos nas roupas íntimas

Evite guardar objetos nas lingeries, como dinheiro no sutiã, já que essa prática pode ser prejudicial para a sua saúde. Isso ocorre porque a quantidade de bactérias encontradas nesses objetos geralmente é muito grande.

Dessa forma, as chances de uma infecção aumentam, uma vez que a higiene do local estará prejudicada. Assim, é muito importante não escolher as peças íntimas para guardar seus objetos, principalmente se tiverem muito contato com agentes externos, como chaves, celular e dinheiro.

7. Lavar as peças com produtos inadequados

Vale ressaltar a importância do uso de sabão e amaciantes neutros para cuidar das roupas íntimas. Caso contrário, o composto químico utilizado pode gerar reações alérgicas ao corpo, ocasionando possíveis coceiras, incômodos e irritações na pele da região íntima.

Se você já sentiu algum desses sintomas, o recomendado é usar produtos mais neutros e de preferência hipoalergênicos, que não agridem a sensibilidade da pele.

8. Deixar a roupa íntima aparente

Ao montar o look, é muito importante evitar que as lingeries apareçam quando elas não fazem parte da composição do conjunto. Por exemplo, alças do sutiã aparecendo em blusas de alcinha ou tomara que caia podem parecer desleixo quando não são modelos de Strappy Bra.

Quando a calcinha fica marcada no look, pode gerar uma má impressão, principalmente se seu modelo for fio dental. Para evitar que a calcinha apareça em composições com roupas muito justas, o ideal é usar peças sem costura, com o corte a laser.

As lingeries, além de valorizarem o corpo da mulher, são essenciais para manter a higiene, a saúde e o conforto das partes íntimas. Por isso, é importante evitar alguns erros que podem prejudicar essas funções da roupa íntima. Quando há a escolha correta das peças, as calcinhas e os sutiãs causam o bem-estar feminino.

E aí, gostou de conhecer os principais erros com roupa íntima que devem ser evitados? Então compartilhe este post em suas redes sociais e divida essas dicas com suas amigas!

 

 

8 Comentários

  1. Achei a matéria de Roupa íntima excelente!
    Conteúdo com dicas muito importante para saúde.
    Márcia

  2. adorei a nova propsta de explicações sobre as roupas intimas tão essenciais em nosso dia a dia

  3. Pingback: Saiba aqui quais os modelos de lingeries mais vendidas! - Blog da Click Sophia - Moda Feminina e Lingerie

  4. Pingback: Escolher lingerie para lua de mel: o que você precisa observar antes - Blog da Click Sophia - Moda Feminina e Lingerie

  5. Pingback: Lingeries mais vendidas, saiba conosco quais os modelos de sucesso!

  6. Pingback: Moda íntima feminina: tudo o que você precisa saber!

  7. Pingback: Roupas de dormir: quais são as melhores opções?

Escreva um comentário

Share This