Nos dias de hoje, redes sociais e plataformas online podem ser usadas com objetivos muito além da comunicação entre amigos, colegas e familiares, tornando-se ótimas opções para as empresas entrarem em contato com seus clientes. Vender pelo WhatsApp, por exemplo, é uma realidade para muitos negócios que priorizam o bom contato com o consumidor. A utilização dessa ferramenta pode garantir mais compras por parte do cliente, atendimento diferenciado ou menos atividades pós-vendas. Afinal, o aplicativo é usado por mais de 1 bilhão de usuários, um número que vem crescendo no meio nacional e internacional.

Para o melhor aproveitamento do app, é preciso muito cuidado no processo de encantar o cliente e aumentar a atuação da empresa. Confira algumas dicas que podem ajudar nas estratégias de vendas e garanta diferenciais para o seu negócio!

1. Utilize o WhatsApp para se aproximar do cliente

No uso diário do aplicativo, é comum que as pessoas tenham interações mais próximas e informais. Essa informalidade é consequência do WhatsApp ser difundido como um grande canal de comunicação entre amigos e familiares, com possibilidades de interação variada, se distanciando de outros meios de comunicação, como o e-mail ou mesmo o telefonema.

Com isso, é interessante aproveitar essa liberdade para se aproximar do cliente, criando empatia e maior familiaridade com ele. Assim, usar emoticons, imagens ou mesmo gírias e abreviaturas são algumas possibilidades. Contudo, lembre-se de que é preciso equilibrar o tratamento mais informal com a postura profissional, isso passa credibilidade para os clientes.

Para isso, é interessante alinhar expectativas com a equipe e padronizar algumas mensagens mais comuns, garantindo que exista receptividade por parte do consumidor.

2. Trace estratégias para todo o processo de vendas

Além das vendas diretas, uma boa dica é usar o WhatsApp em outras etapas que fazem parte da estratégia da empresa e ajudam a construir uma relação com o consumidor. Entre elas, é interessante investir em:

Materiais informativos e complementares

Todas as instituições trabalham com algum tipo de divulgação, seja com estratégias on-line, seja com práticas off-line.

Além das vendas, o WhatsApp pode ser aproveitado para divulgar conteúdos, apresentar novidades no site, conseguir acessos para o blog institucional ou mesmo para informar sobre eventos oferecidos pela empresa. A ferramenta também pode ser utilizada para que você mostre os novos produtos e os destaques da loja.

Como muitas pessoas usam o app diariamente, é provável que o acesso às informações compartilhadas aumente, favorecendo o conhecimento da marca, a qualificação da imagem da empresa e o crescimento de suas atividades.

Atendimento geral

Lojas de roupa, restaurantes, pizzarias, farmácias, boutiques, lojas de brinquedos e uma série de segmentos já migraram para o atendimento via aplicativo. Esse atendimento pode ser feito para captar sugestões e reclamações ou de maneira informativa, ajudando a tirar dúvidas dos clientes e não somente vender pelo Whatsapp.

Além de apresentar respostas e dados relevantes para o consumidor, muitas pessoas gostam da comodidade que uma conversa no WhatsApp oferece, além da praticidade para a rotina corrida do dia a dia. Assim, investir no atendimento geral é uma ótima dica para melhorar o contato com o cliente, o que ajuda o vendedor e o comprador.

Pós-vendas

Por fim, é necessário enfatizar o quanto o aplicativo ajuda no pós-vendas. Afinal, após fechar um negócio, uma das principais intenções é avaliar a satisfação do consumidor, suas sugestões e reclamações e, se possível, direcioná-lo para a fidelização.

Assim, é bom fazer questionários de satisfação ou oferecer oportunidades pelo app, como compras com desconto, cupons ou até mesmo brindes. Essa interação positiva faz com que o cliente sinta que a empresa se preocupa com ele, gerando uma boa experiência.

3. Aproveite todos os recursos do WhatsApp

Esse aplicativo não trabalha apenas com o envio de mensagem de texto. Nele, é possível encaminhar imagens, vídeos, arquivos ou compartilhar pequenas animações de forma temporária com a aba “status”. Aproveite esses recursos para criar interação com o cliente, economizar tempo e divulgar a imagem da empresa, construindo o tipo de perfil desejado.

Além disso, outra possibilidade é usar o WhatsApp para conversas em grupo ou individuais, juntando pessoas para um objetivo específico ou tratando de assuntos particulares com cada usuário.

4. Considere a conexão entre as redes sociais

Não adianta traçar a melhor estratégia para vender pelo WhatsApp se não há clientes para conversar ou realizar propostas.

O cliente que gosta do contato por WhatsApp e se interessa pela proposta de vendas pelo aplicativo faz parte de um segmento mais conectado, então provavelmente usa outras redes sociais e pode se interessar pela ligação entre os canais, interagindo mais com a empresa. Por isso, procure também investir em redes como o Facebook, Twitter e LinkedIn.

Essas plataformas são ótimas para divulgar contatos, captar leads e iniciar uma conversa com o consumidor. Assim, procure usá-las para fazer uma boa divulgação dos números de WhatsApp disponíveis ou investir no contato anterior com o cliente, conquistando seu número de celular ou redirecionando a conversa para o Whats.

Mas, cuidado! Conseguir o número do cliente por outros meios ou não pedir a autorização de contato pode prejudicar uma possível venda ou mesmo a imagem da empresa. Essa atitude desrespeita a privacidade do consumidor e mostra uma posição invasiva.

5. Pense nas questões técnicas

Por fim, para vender por WhatsApp, é preciso criar uma infraestrutura organizada que atenda às demandas e às expectativas. Divulgar o número e não conseguir dar atenção a todos os interessados, demorar muito para responder ou mesmo visualizar e ignorar o possível cliente pode ser um “tiro no pé”, causando mais transtornos do que benefícios.

Para evitar situações problemáticas, busque:

  • capacitar a equipe de atendimento, mostrando como devem tratar o cliente e qual o protocolo para cada tipo de interação;
  • definir previamente os horários de resposta, alinhando as expectativas entre consumidor e empresa;
  • comprar aparelhos bons para uma conversa fluida e sem grandes espaços de tempo entre as mensagens;
  • ter equipamentos de apoio caso aconteça imprevistos;
  • dispor de uma rede de conexão que suporte o número de interações.

Além disso, vale lembrar que as conversas também devem respeitar os horários do consumidor, então é importante evitar conversas durante a noite ou não seguir as diretrizes do cliente, que pode indicar os melhores horários de contato.

Todas essas dicas são complementares e ajudam a vender pelo WhatsApp, já que essa ferramenta apresenta diversas possibilidades. Porém, cada empresa deve estudar previamente seu público-alvo e planejar a integração do aplicativo, adequando suas funcionalidades com os objetivos do negócio.

Gostou das dicas sobre como aproveitar melhor o WhatsApp? Aproveite e conheça as 8 melhores dicas para vender lingerie!

Share This