O setor de moda íntima feminina atrai muitas pessoas: tanto as revendedoras — que veem nele a oportunidade de realizar o sonho de ter o próprio negócio — quanto as consumidoras dessas peças. Afinal, qual mulher não precisa de lingerie, não é verdade?

Seja para o uso no dia a dia, seja para uma noite especial a dois, as roupas íntimas estão presentes do guarda-roupa feminino. E elas devem oferecer conforto e durabilidade, além da beleza que as clientes tanto procuram.

Dentro desse segmento, podemos destacar os itens mais vendidos, os mais baratos e os de luxo. Além disso, engana-se quem acha que não existem tendências para a moda íntima feminina. Todo ano, algum estilo ou peça fica em evidência na temporada.

Quer ficar por dentro disso que falamos? Então, continue a leitura, pois este post especial traz tudo o que você precisa saber sobre esse ramo. Confira!

Beleza feminina na moda íntima: tendências 2018/2019

Para as amantes do mundo fashion, as tendências de moda íntima feminina não podem ficar de fora de seus closets. Ainda mais agora que as lingeries deixaram de ficar escondidas sob as roupas e dão charme especial ao look.

Cores cítricas

Os tons avermelhados e alaranjados são os que ganham destaque nesta temporada de moda íntima feminina. Eles trazem alegria para as produções mais despojadas do dia a dia. Remetem aos anos 80 em que as roupas eram divertidas e de cores vibrantes!

Os sutiãs e toppers, com renda ou lisos, são os eleitos para aparecerem nas regatas mais cavadas. Para que eles fiquem em evidência, use-os com roupas de cores mais neutras, como o preto e o branco.

Lingerie à mostra

Por falar em aparecer, a lingerie à mostra está em voga já faz um tempo e, pelo jeito, não vai sair tão cedo. Isso porque poder deixar parte do sutiã aparecendo dá mais liberdade para as mulheres usarem os mais diversos tipos de roupas.

Além das camisetas e blusinhas de alça, as camisas transparentes também entram nessas combinações. A sugestão, aqui, é escolher lingeries com rendas e detalhes que valorizam todo o visual.

Sobreposição

Para as fashionistas de plantão: saibam que usar o sutiã por cima da blusa é tendência entre as celebridades! Nesse caso, você pode apostar nos modelos estilo bralet (corpete), top ou meia taça, desde os lisos até os rendados.

Para as que querem algo mais discreto — pelo menos por enquanto — vale apostar nos croppeds lisos ou estampados por cima de camisa ou camiseta branca. Já as que preferem ousar podem sobrepor com os toppers de renda, os quais trazem sensualidade ao look.

Sutiã strappy

Com certeza você já os viu por aí. Essa lingerie é uma febre entre a mulherada. Esse modelo tem tiras de tecido que enfeitam o colo e trazem um diferencial para qualquer look. Além dos sutiãs, o strappy também está nos toppers e biquínis.

Quer saber como usá-los sem medo de errar? Combine-os com camisetas com decotes mais profundos em que o detalhe fique à mostra. Se você prefere algo mais irreverente, que tal usá-los sob um blazer aberto e uma calça ou saia de cintura alta?

Calesson

Não é só de sutiãs que são feitas as tendências da moda íntima. O calesson é uma calcinha do estilo shortinho que dá conforto e valoriza todos os tipos de silhueta. Por isso, ela é tão usada no dia a dia.

Mas não pense que ela não pode ser sexy! As que são feitas todas em renda ou de tecido transparente dão um ar vintage de pin-up. São ideais para aquela noite especial ou, simplesmente, para a mulher que gosta de ser sensual sem precisar de motivo para isso.

Moda íntima feminina: barata x luxo

Podemos classificar as peças quanto ao valor em itens baratos e itens de luxo. Mas isso não se refere somente ao preço dos produtos. Também está incluso o material utilizado, os detalhes diferenciados e o design empregado.

Lingerie barata

São as roupas íntimas mais em conta e com preços mais acessíveis para o grande público. Geralmente, são as de modelos mais básicos ou com ornamentos mais populares, como rendas e strass.

Muita gente acha que o barato é sinônimo de má qualidade, mas isso não é verdade! O que faz as lingeries terem o valor mais baixo é o volume de fabricação. Ou seja, por serem produzidas em larga escala, têm um custo menor. Assim, o fabricante consegue vender por um preço mais bacana.

Lingerie de luxo

Esses são os itens mais caros e, muitas vezes, cheios de detalhes que valorizam a peça. Normalmente, têm design exclusivo, e isso significa que são produzidos em menor escala. Além do mais, são confeccionados com materiais e tecidos nobres e/ou importados.

Todos esses fatores elevam o custo de fabricação e, então, o de revenda. Por esse motivo, é um tipo de lingerie comprado por um público menor, que tem mais poder aquisitivo e que está disposto a investir mais nesses produtos.

Moda íntima feminina: as peças mais vendidas

Em todo negócio de vendas existe o carro-chefe, isto é, um ou mais itens que são mais vendidos. É importante reconhecer quais são os produtos que saem mais para abastecer o estoque e alavancar as vendas. Neste tópico, daremos as dicas de quais são as peças que mais fazem sucesso entre as clientes. Observe!

Conjunto de lingerie

Muitas mulheres gostam de usar a calcinha e o sutiã combinando. Sendo assim, os conjuntos de lingerie são uma ótima pedida da moda íntima feminina! Os detalhes diferenciados são muito bem-vindos, principalmente os que dão um ar mais sensual.

Seguindo por essa linha, ofereça as peças com rendas, babados, laços e strass. Além disso, as cores como o vermelho, o branco e o preto são as preferidas entre a maioria das clientes.

Vale lembrar que esse tipo de roupa íntima também é comprado pelos homens que querem presentear as suas parceiras. Ou, ainda, pelas amigas que vão dar de mimo para a noiva no chá de lingerie, por exemplo.

Sutiã push up

Você já ouviu falar desse tipo de sutiã? Ele promete dar a sustentação necessária para deixar os seios poderosos, uma vez que valoriza o colo e aumenta o busto pequeno. O resultado? Dá o toque sensual em qualquer look!

O bojo do sutiã push up tem uma espuma extra por dentro para garantir o volume aos seios. Além do mais, o seu modelo aproxima as mamas, o que dá um desenho muito bonito na região.

Ele pode ter detalhes em renda ou ser totalmente liso. Como muitas mulheres não abrem mão desse recurso no dia a dia, as cores mais básicas como o preto, branco e o chocolate são as que têm mais saída.

Sutiã multifuncional

Sabe aquele vestido com um super decote nas costas, mas que não dá pra usar sem sutiã? Nesse caso, o estilo multifuncional é o ideal! Isso porque ele tem um gancho que conecta a parte de trás na calcinha, de modo que ela não apareça.

Ele tem esse nome porque pode ser usado de outras maneiras, não só dessa. Por ter as alças removíveis, você pode usá-lo como tomara que caia. Ou ainda, configurá-lo para cruzar as alças nas costas ou em uma alça só para utilizá-lo com roupas de um ombro.

Sutiã básico com ou sem bojo

Os sutiãs lisos com ou sem bojo são os mais usados no cotidiano. Dessa forma, é interessante ter muitas opções deles para as suas clientes. Também é importante oferecer diversos tamanhos e modelos para todos os tipos de silhuetas.

Os de alças mais grossas e com base reforçada são ótimos para as mulheres que têm seios fartos. Já os do tipo triângulo acomodam bem o busto menor. Há também os sutiãs com aro, que dão sustentação sem adicionar volume.

Topper de renda e strappy

Como dissemos, a moda agora pede lingerie à mostra. Para aderir a essa tendência, muitas apreciam mais o topper do que o sutiã, propriamente dito. Então, esse tipo de roupa íntima é muito procurado.

No inverno, prefira ter as cores mais fechadas, como o preto, o azul-marinho e o marsala. Já no verão, as mulheres querem os tons mais alegres e vibrantes, como vermelho, laranja, pink e amarelo.

Calcinha fio dental

Ela é, sem dúvidas, a queridinha das brasileiras! Seja para usar no dia a dia, seja para as ocasiões em que é preciso sensualizar, as calcinhas do tipo fio dental são as eleitas de muitas mulheres.

Podem ser lisas, estampadas, com renda, laços, strass ou transparência. Há uma infinidade de detalhes que fazem a diferença nessa peça tão pequena. Portanto, tenha um bom estoque delas para oferecer às clientes.

Calcinha modeladora

Quem não gosta de ter a barriguinha no lugar e ficar com as curvas ainda mais bonitas? Com a calcinha modeladora é possível deixar o contorno corporal mais esbelto e esconder alguma gordurinha fora do lugar.

Ideal para ser usada com roupas mais justas, essa peça é, praticamente, item obrigatório no closet. Geralmente, elas são encontradas nas cores chocolate e preto.

Camisolas

Ainda no ramo da moda íntima feminina, esse tipo de roupas para dormir também é um sucesso, desde as mais comportadas às mais sensuais. Elas podem ser confeccionas em tecidos opacos, estampados, brilhantes ou, até mesmo, transparentes.

Fora isso, podem ter detalhes com laços, rendas, fitas e strass. Elas ficam bem em qualquer mulher e valorizam todo tipo de corpo. Por isso, não deixe de ter algumas opções para as suas clientes.

Oncinha

Bom, tá certo que não é bem uma peça de lingerie, e sim um tipo de estampa muito utilizado tanto em roupas quanto em acessórios e outros itens de vestuário. A dica, aqui, é apostar nessa padronagem para as roupas íntimas.

Calcinhas, sutiãs, conjuntos e camisolas podem ganhar a estampa de oncinha, e assim, ficarem ainda mais charmosos. Esse desenho traz sensualidade para as mulheres que gostam de ousar no dia a dia ou em um momento especial.

Negócios: empreendendo em lingerie

O mercado de moda íntima feminina só tem a crescer, já que é um produto de uso diário e faz parte da rotina da mulher. Ou seja, é necessário em todas as ocasiões. Por isso, revender lingerie é uma ótima oportunidade de obter uma renda extra, complementar o ganho da família ou fugir do desemprego.

Boas práticas para iniciar o seu próprio negócio

Sabemos que não é fácil começar do zero, concorda? Às vezes, bate a insegurança de investir em algo desconhecido, e isso é absolutamente normal. O que não pode acontecer é deixar o receio tomar conta de você. Veja algumas dicas:

Analise o seu público

Primeiramente, você deve observar as mulheres as quais você pretende oferecer os seus produtos. Entre os principais pontos a serem analisados estão o poder aquisitivo e o estilo de roupas que elas preferem.

A partir daí, você deve estabelecer uma linha de lingerie para trabalhar: peças baratas ou de luxo. Não adianta você ofertar a segunda opção para quem só pode comprar a primeira, ou vice-versa.

Escolha um fornecedor

Depois de eleger os tipos de moda íntima feminina que você vai lidar é hora de escolher um bom fornecedor de lingeries. Para economizar tempo e dinheiro, uma boa dica é comprar de lojas online que entregam na sua casa. Assim, você não precisa se deslocar e nem enfrentar filas para selecionar as suas peças.

Para não ter erro, pesquise pela reputação da loja, confira a qualidade dos produtos e escolha a melhor marca. Afinal, a intenção aqui é fidelizar as clientes para que elas só adquiram as roupas íntimas com você, não é mesmo?

Divulgue o seu trabalho

Hoje em dia, está muito mais fácil divulgar o próprio negócio. As redes sociais disponibilizam meios gratuitos de anúncios ou, até mesmo, alguns pagos, mas com preços baixos. Outro modo online são os aplicativos de mensagens instantâneas em que você pode mostrar tanto para uma pessoa em particular quanto em grupos.

Já no presencial, o boca a boca ainda conta muito! Faça a identidade visual da sua marca e espalhe os cartões de visita para os conhecidos. Deixe-os em lugares bastante frequentados, principalmente por mulheres, como os salões de beleza.

O perfil ideal para ser revendedora de roupas íntimas

Como em todo negócio, ter um perfil empreendedor é fundamental. Mas você sabe o que é isso? É a capacidade que a pessoa tem de transformar boas ideias em ações que trarão benefícios, como ter uma fonte de renda.

Sendo assim, se quer revender moda íntima feminina (boa ideia) e já está tomando atitudes para isso (ação), você tem veia empreendedora!

Além disso, é essencial que você saiba cativar suas clientes. Tenha sempre um sorriso e mostre-se disposta a atendê-las. É verdade que, para quem nunca lidou com o público, pode dar vergonha no início, mas o que importa é a sua boa vontade e perseverança. Enfim, logo você aprende a arte da venda. Por isso, não tenha medo de melhorar a sua vida!

Dicas de sucesso para revender lingerie

Sabe aquela pessoa que vende bastante? Pois é, ela toma algumas atitudes que a ajudam a aumentar a cartela de clientes e, consequentemente, o fluxo de vendas. Quer aprender o que fazer para revender lingerie com sucesso? Leia estas dicas:

  • tenha um bom estoque com peças de modelos e tamanhos variados;
  • conheça os gostos do seu público;
  • cobre um valor justo tanto para você quanto para as clientes;
  • monte kits com preços promocionais para os itens que estão encalhados;
  • esteja sempre conectada à internet para captar clientes e fornecedores;
  • seja antenada com as últimas tendências da moda íntima feminina;
  • se possível, tenha um espaço aconchegante para receber as clientes — pode ser em casa mesmo;
  • dê dicas de como usar as lingeries e também de cuidados com as peças;
  • faça um bom atendimento, ou seja, seja pontual, atenciosa e gentil;
  • preze sempre pela boa qualidade dos seus produtos;
  • promova reuniões para mostrar os itens ou, até mesmo, chás de lingerie para noivas;
  • use lingeries das mesmas marcas que você vende, pois, assim, demonstra a confiança que você tem no seu produto;
  • cuide de suas roupas, cabelos e unhas para estar sempre apresentável para as suas clientes — uma bela imagem pessoal também é um diferencial;
  • saiba mais sobre o mercado de lingeries e as tendências desse setor;
  • receba o “não” da mesma maneira que recebe o “sim” — de forma alegre e educada.

Motivação: razões para revender moda íntima feminina

Até aqui, já deu para perceber o quanto é lucrativo revender roupas íntimas. Esse mercado é bem vasto, o que possibilita várias oportunidades de negócio. Quer ainda mais motivos para começar a vender lingeries? Então confira!

As brasileiras são vaidosas

Uma pesquisa revelou que o povo brasileiro é o mais vaidoso do mundo, e isso não é à toa! Estamos preocupados em manter uma aparência bonita e elegante o tempo todo, não é mesmo?

Uma bela lingerie tem a capacidade de nos deixar mais confiantes e sensuais. Além disso, a boa qualidade da peça dá a sustentação e o conforto que precisamos para o dia a dia. Por isso, podemos aproveitar essa vaidade da mulher brasileira para investir em um negócio lucrativo e rentável, como o da moda íntima feminina.

A demanda é grande

Todo mundo precisa usar roupa íntima, não é verdade? Pensando assim, quantas mulheres você conhece no seu círculo social? Só de fazer as contas mentalmente, já dá para imaginar que a demanda de lingeries é bem grande!

A calcinha, por exemplo, é uma peça de uso diário e que deve ser trocada constantemente, ou seja, cada mulher tem bastante desse item no armário. O sutiã também é indispensável para boa parte dos looks. Afinal, ele complementa o visual e deixa os seios mais firmes e bonitos.

O investimento é baixo e o lucro é alto

Muitas vezes, o sonho de abrir o próprio negócio é minado pela falta de capital inicial para investir no empreendimento. Dessa maneira, muitas pessoas desistem de ter a sua independência financeira.

Para ingressar no mercado de lingerie, não é necessário fazer um alto investimento. Pelo contrário: as peças têm baixo custo e um ótimo retorno. Sendo assim, com pouco dinheiro você consegue comprar alguns itens para a revenda e, de acordo com o que for vendendo, pode aumentar o seu estoque.

O lucro de cada produto pode chegar a 200% tranquilamente, dependendo do público-alvo e da valorização do seu negócio. Viu como dá para ganhar um bom dinheiro com a venda de lingerie?

Gera tendência de consumo

Na moda íntima feminina, há sempre uma novidade. Isso faz com que as mulheres queiram ficar por dentro das tendências e consumam cada vez mais esse tipo de produto. No caso, elas estão em constante renovação do seu closet com peças de modelos e cores diferentes.

Portanto, é interessante que você traga esses itens atuais para gerar o desejo nas suas clientes. Afinal, mesmo com o armário cheio de calcinhas e sutiãs, qual mulher resiste a um modelo novo, não é?

É fácil de fidelizar clientes

Com uma coleção de bom gosto, sempre atualizada com as tendências da moda, de excelente qualidade e um ótimo atendimento, você consegue fidelizar as suas consumidoras.

Quando uma pessoa se sente à vontade com aquela vendedora e tem um bom suporte dela, dificilmente vai procurar outra para comprar suas lingeries. Por conta disso, esse é um negócio em que dá para criar uma boa cartela de clientes que só comprarão as roupas íntimas com você, o que lhe trará mais renda.

Faz muito tempo que as lingeries deixaram de ser apenas peças básicas no guarda-roupa das mulheres. Com novos modelos, cores, estampas e detalhes diferentes, elas complementam o look, deixam o visual poderoso e dão a sensualidade necessária.

De olho nisso, revender moda íntima feminina é uma ótima oportunidade de negócio para ganhar um dinheiro extra, ou para fazer disso a sua renda principal. Muitas revendedoras conseguiram elevar o padrão de vida de suas famílias e ter mais conforto e estabilidade financeira. O que você está esperando para mudar a sua vida também?

Gostou do post? Então, que tal receber todas as nossas novidades, em primeira mão, diretamente na sua caixa de e-mail? Basta assinar a nossa newsletter e aproveitar!

3 Comentários

  1. Amei seus produtos estou.começando .espero nao demora poder trazer suas peças para minha.cidade.

  2. Pingback: Moda praia: como escolher lingerie e fazer combinações incríveis? - Blog da Click Sophia - Moda Feminina e Lingerie

  3. Pingback: Moda praia: como escolher lingerie e fazer combinações incríveis?

Escreva um comentário

Share This